Abacate

Ele despertou o interesse dos astecas, de um médico da realeza britânica e de conquistadores espanhóis. Esse é o abacate! Poderosa arma contra problemas intestinais e com tanta cremosidade que até a indústria de cosméticos o utiliza com frequência. Conheça um pouco mais sobre essa fruta única.

Abacate
Origem

Arqueólogos afirmam que a origem do abacate data em torno de 7.000 e 5.000 a.C., de onde hoje se localiza o México, que também é o principal produtor. Atualmente, o abacateiro, da família das Lauráceas, é cultivado também na América do Norte, Israel, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia. No Brasil, chegou por volta dos séculos XVI e XVII, trazido da Guiana Francesa por Luis de Abreu Vieira e Silva. E as mudas cresceram devido à adaptabilidade do clima. De acordo com a pesquisadora Vera Lúcia Ferraz Francisco, o Brasil é hoje o quarto produtor mundial e o estado de São Paulo, a principal região produtora. Segundo um levantamento feito entre 1998 e 2003, existem 716 mil abacateiros espalhados pelo estado paulista.

A árvore que pode atingir até 20 metros de altura possui folhas pequenas e verde-escuras. Existem mais de 500 variedades, mas as mais conhecidas são a Hass e a Furte, que são comercializadas pelo nome de "avocado". Por causa disso, o abacate pode ser encontrado o ano todo. Além da grande oferta, o fruto também se mostra bemversátil, pois pode ser consumido adoçado ou salgado.

Propriedades nutricionais

Ela é uma fruta rica em proteínas, vitaminas e muitas calorias. Por ser muito gorduroso - 60% de sua gordura é do tipo monoinsaturada, 20% de poliinsaturada e 20% de saturada - o abacate se torna um alimento bastante calórico. Em 100 gramas são encontradas 120 Kcal, por isso muitos endocrinologistas e nutricionistas recomendam que seu uso seja moderado. No entanto, o setor de nutrição do Departamento de Agricultura dos EUA afirma que a gordura contida no abacate ajuda a reduzir a taxa de colesterol no sangue.

Gordurosa ou não, o fato é que essa fruta tem mais potássio do que a banana (são 351 mg a cada 100 gramas) e de todas as frutas é ela que possui mais betacaroteno, um pigmento antioxidante que auxilia na obtenção de vitamina A. Além dessa substância, é rica também em magnésio, ácido fólico e riboflavina, que favorece o metabolismo de gorduras e açúcares. E por falar em açúcar, o abacate, diferentemente das outras frutas, é a única que perde açúcar depois que amadurece. Em 100 gramas têm 2,3 gramas de proteína e 5,6 gramas de fibras.

Propriedades medicinais

Rico em gordura, o abacate é ótimo para combater a prisão de ventre já que acelera o processo de digestão. Por sua cremosidade, é muito utilizado pela indústria de cosméticos. Mas não é só sua polpa que pode ser aproveitada. Sua casca ou sementes torradas e moídas podem ser usadas contra parasitas intestinais e para amenizar os efeitos de diarréia. Suas flhas, quando aquecidas, podem ser colocadas sobre a testa para diminuir febre. E o suco extraído delas combate desde hipertensão e dores de gargante, como serve para regular o período menstrual. Já o óleo que sai das folhas é usado para acabar com problemas de acne. Segundo o pesquisador Daniel Téliz Ortíz, esse fruto é reconhecido por seu potencial em diminuir o mau colesterol (LDL) e os riscos de arteriosclerose.

Curiosidades

A primeira menção ao abacate ocorreu em 1518, na Colômbia. Anos mais tarde, conquistadores europeus notaram que suas sementes soltavam um líquido cremoso, que se tornava vermelho quando exposto ao ar. Esses espanhóis resolveram então usar o líquido como uma tinta para escrever em documentos, sendo que alguns desses papéis existem até hoje. Em 1672, W. Hughes - médico do Rei Charles II da Inglaterra - visitou a Jamaica e escreveu que o abacate era "uma das mais raras e prazerosas frutas da ilha. Dá energia e força ao corpo, fortalecendo o espírito". A árvore mais antiga, plantada em 1879, ainda está de pé e pode ser encontrada na Universidade da Califórnia (EUA).

Mas há muito mais tempo o abacate faz parte da cultura indígena. Arqueólogos peruanos encontraram sementes queimadas junto com múmias de 750 a.C. Diz a lenda que o nome do abacate na língua dos astecas era algo como ahuacatl, que significa "testículo", por isso a fruta era considerada afrodisíaca e as virgens eram proibidas de sair de casa durante sua colheita. Hoje, a ONG Fresh California Avocados (Abacates Frescos da Califórnia) afirma que as raízes do abacateiro estabilizam o solo e previnem erosão.

Fonte: Revista dos Vegetarianos

Receitas relacionadas:

» Creme de Abacate
» Abacates Recheados
» Guacamole Suave e Patê de Abacate
» Avocadão
» Vitamina de Abacate e Melão
» Abacate na Tigela
» Creme de Abacate
» Sanduíche de Abacate
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...